Coluna do jornal Tribuna do Mucuri esta semana


O ovo da serpente

Creio que já falei sobre este assunto aqui nesta coluna.

Todas as sociedades humanas precisam da ética. Ética é a reflexão sobre os valores da convivência humana. Estes valores são impostos pelo grupo, o que não quer dizer com isso que sejam arbitrários, porque fazem parte de um consenso social. E sem elas não haveria vida civilizada possível.

Quando vemos estes valores se desfazendo, aqueles que se encontram inseguros em suas escolhas passam a sentir medo de que não dêem conta de serem fiéis aos seus valores. Normalmente, este medo se transforma em violência, que pode ser desde camuflada (através de brincadeiras) ou explícita, como no terrorismo fundamentalista islâmico.

É neste momento que a moral, uma verdadeira benção, vira moralismo. Este é normalmente a atitude daqueles que cobram dos outros, sejam do seu grupo ou não, comportamentos que para eles é a certa. Quando encontram resistência, os moralistas se negam ao diálogo. Partem para a agressão, velada ou explícita, física ou moral.

O moralismo se encontra sempre entre os religiosos. Jesus teve que lidar com os fariseus, por exemplo. Mas quando o moralismo resvala para a política, aí a situação fica um pouco mais complicada.

A política deveria ser o espaço da discussão, do debate, da diversidade, o que fica bastante estreito quando se parte do dogmático.

Mas aí alguém pergunta: não pode a fé iluminar a política? Pode, claro. O problema é que não existe um manual definitivo sobre esta relação. Mesmo o texto bíblico usa de uma suave ironia, quando fala que o povo de Israel queria um rei, como os outros povos queriam…E o profeta alertou: vocês serão oprimidos por este rei. E o povo quis ser oprimido.

Desde a antiguidade que o poder quer se apropriar do discurso religioso para dominar. Uma das formas de fazer isto é pelo moralismo, que separa políticos em bons e maus.

Lamento, em nome da verdade e do Bem, que isto esteja acontecendo de forma cada vez maior em nossas eleições. O uso do moralismo é uma das primeiras estratégias para a dominação e a tirania.

Será este apenas o ovo da serpente?

É tempo de refletir, e até a próxima. Deus está conosco.

Anúncios
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s