Leituras de 18/02/11


ANO LITÚRGICO “A” – VI SEMANA DO TEMPO COMUM

Sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Verde – Ofício do Dia

******************************************

Antífona: Sede o rochedo que me abriga, a casa bem defendida que me salva. Sois minha fortaleza e minha rocha; para honra do vosso nome, vós me conduzis e alimentais (Sl 30,3s).

Oração do Dia: Ó Deus, que prometestes permanecer nos corações sinceros e retos, dai-nos, por vossa graça, viver de tal modo, que possais habitar em nós. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Primeira Leitura: Gênesis 11, 1-9

Leitura do livro do Gênesis:

11 1 Toda a terra tinha uma só língua, e servia-se das mesmas palavras.

2 Alguns homens, partindo para o oriente, encontraram na terra de Senaar uma planície onde se estabeleceram.

3 E disseram uns aos outros: “Vamos, façamos tijolos e cozamo-los no fogo.” Serviram-se de tijolos em vez de pedras, e de betume em lugar de argamassa.

4 Depois disseram: “Vamos, façamos para nós uma cidade e uma torre cujo cimo atinja os céus. Tornemos assim célebre o nosso nome, para que não sejamos dispersos pela face de toda a terra.”

5 Mas o senhor desceu para ver a cidade e a torre que construíram os filhos dos homens.

6 “Eis que são um só povo, disse ele, e falam uma só língua: se começam assim, nada futuramente os impedirá de executarem todos os seus empreendimentos.

7 Vamos: desçamos para lhes confundir a linguagem, de sorte que já não se compreendam um ao outro.”

8 Foi dali que o Senhor os dispersou daquele lugar pela face de toda a terra, e cessaram a construção da cidade.

9 Por isso deram-lhe o nome de Babel, porque ali o Senhor confundiu a linguagem de todos os habitantes da terra, e dali os dispersou sobre a face de toda a terra.

Palavra do Senhor.

Graças a Deus!

Salmo Responsorial: 33/32

Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

O Senhor desfaz os planos das nações
e os projetos que os povos se propõem.
Mas os desígnios do Senhor são para sempre,
e os pensamentos que ele traz no coração,
de geração em geração, vão perdurar.

Feliz o povo cujo Deus é o Senhor
e a nação que escolheu por sua herança!
Dos altos céus o Senhor olha e observa;
ele se inclina para olhar todos os homens.

Ele contempla do lugar onde reside
e vê todos os que habitam sobre a terra.
Ele formou o coração de cada um
e por todos os seus atos se interessa.

Evangelho: Marcos 8, 34—9, 1

Aleluia, aleluia, aleluia.

Eu vos chamo meus amigos, pois vos dei a conhecer o que o Pai me revelou (Jo 15,15).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos:

Naquele tempo, 834 Jesus, convocando a multidão juntamente com os seus discípulos, disse-lhes: “Se alguém me quer seguir, renuncie-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.

35 Porque o que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas o que perder a sua vida por amor de mim e do Evangelho, salvá-la-á.

36 Pois que aproveitará ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder a sua vida?

37 Ou que dará o homem em troca da sua vida?

38 Porque, se nesta geração adúltera e pecadora alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai com os seus santos anjos”.

9 1 E dizia-lhes: “Em verdade vos digo: dos que aqui se acham, alguns há que não experimentarão a morte, enquanto não virem chegar o Reino de Deus com poder”.

Palavra da Salvação.

Glória a Vós, Senhor!

Para resgate de sua alma… (Mc 8, 34–9,1)

Fomos sequestrados. Pior ainda: escravizados. Criado livre, o homem usou mal da liberdade e acabou escravo de sua concupiscência. Sem perceber a ironia da proposta do Tentador – “sereis como deuses, conhecedores do bem e do mal…” -, o primeiro casal viu-se decaído e degenerado.

“Pelo pecado dos primeiros pais, o Diabo adquiriu certa dominação sobre o homem, embora este último permaneça livre. O pecado original acarreta a ‘servidão debaixo do poder daquele que tinha o império da morte, isto é, do Diabo’. Ignorar que o homem tem uma natureza lesada, inclinada ao mal, dá lugar a graves erros no campo da educação, da política, da ação social e dos costumes.” (Catecismo da Igreja Católica, 407)

João escreve que “o mundo inteiro está sob o poder do Maligno” (1Jo 5, 19). Paulo, em luta com suas tendências, clama: “Sou carnal, vendido ao pecado. Não entendo, absolutamente, o que faço: pois não faço o que quero; faço o que aborreço. Então, não sou eu que o faço, mas o pecado que em mim habita.” (Rm 7, 14-17.)

Que faz o escravo na luta pela liberdade? Tenta “ganhar a vida”, preencher com as coisas do mundo – dinheiro, poder e prazer – o abissal vazio que experimenta em seu interior. Por esses bens, os escravos se digladiam, fazem guerras. Tudo para “ganhar a vida”. Ambiciosos, odientos, não podem sequer contemplar a própria face. Assim, usam máscaras: mentem para si mesmos, tentando sufocar a voz incômoda que sobe de seu íntimo. Ganharão a vida? Ou irão perdê-la no final de tudo?

Só Jesus aponta o caminho da libertação: a Cruz! “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me. Porque quem quiser salvar sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por causa de mim e do Evangelho, salvá-la-á. Que pode dar o homem para resgate da sua alma?”

A liberdade perdida só se recupera como dom de Deus. Dom de amor sem limites. A morte de Jesus nos resgatou do Inimigo. É seu sangue a moeda do resgate. Eis as palavras de Paulo aos Coríntios: “Não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós, o qual recebestes de Deus, e que, por isto mesmo, já não vos pertenceis? Porque fostes comprados por um alto preço.” (1Cor 6, 19-20.)

E o Apóstolo nos mostra o valor da liberdade cristã retomada no batismo: “É para que sejamos homens livres que Cristo nos libertou. Ficai firmes e não vos submetais outra vez ao jugo da escravidão.” (Gl 5, 1.)

Orai sem cessar: “O Senhor é minha fortaleza e meu libertador!” (Sl 18, 3).

Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.

santini@novaalianca.com.br http://www.novaalianca.com.br

*****************************************

Comentário ao Evangelho do dia feito por:

Santo Agostinho (354-430), Bispo de Hipona (África do Norte) e Doutor da Igreja

Sermão 96, 9 (a partir da trad. Brésard, 2000 ans B, p. 248)

«Segue-Me» (Mt 9, 9)

Neste mundo, quer dizer, na Igreja, que toda ela segue Cristo, Este diz a todos: «Quem quiser vir após Mim, renuncie a si mesmo». Porque esta ordem não se destina às virgens, com exclusão das mulheres casadas; às viúvas, com exclusão das esposas; aos monges, com exclusão dos esposos; aos clérigos, com exclusão dos laicos. É toda a Igreja, todo o Corpo de Cristo, todos os seus membros, diferenciados e repartidos segundo as suas tarefas próprias, que deve seguir Cristo. Que toda ela O siga, ela que é única, ela que é a pomba, ela que é a esposa (Ct 6, 9); que ela O siga, ela que foi resgatada e enriquecida com o sangue do Esposo. A pureza das virgens tem aqui o seu lugar; a continência das viúvas tem aqui o seu lugar; a castidade conjugal tem aqui o seu lugar. […]

Que sigam Cristo, estes membros que têm o seu lugar, cada um segundo a sua categoria, cada um segundo a sua classificação, cada um à sua maneira. Que renunciem a si mesmos, quer dizer, que não se apoiem em si próprios; que levem a sua cruz, quer dizer, que suportem no mundo, por Cristo, tudo o que o mundo lhes infligir. Que O amem, a Ele, o Único que não desilude, o Único que não está enganado, o Único que não Se engana. Que O amem porque o que Ele promete é verdadeiro. Mas, porque Ele não o dá agora, a fé vacila; pois continua, persevera, suporta, aceita o atraso, e terás levado a tua cruz.

Anúncios
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s